Johan Henryque
Nas mãos marcadas de tinta, guardei a chave de outro mundo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Arquipélago
 
Desde a última ventania
Perco-me a pensar sobre o tempo
Este eclipse de liberdade
Tantas vezes mal aproveitado
 
Vivemos em sinfonia
No ritmo composto
Pelos solstícios do coração
 
Aliás, o alicerce da vida
É a igualdade de amores
Entre o próprio
E aquele reservado aos outros
 
Quando as folhas caírem
Não tenha medo do sol
Ele apenas está mostrando
O quanto você cresceu
 
Os livros decoram a alma
Representam raros privilégios
Conhecer, aprender
Virtudes que deveriam
Ser mais valorizadas
 
Nenhum sonho
Irá deixar de exigir
Seu máximo
Suas lágrimas
 
Deixe os calafrios
Abrace os amigos
Perceba o poder
De compartilhar
Seu arquipélago de lembranças.
 
 
 
 
 
Desafio da Poesia
 
Contribuição: Ullymam Frota
 
Doze palavras: Liberdade, amor, aliás, amigável, lembranças, poder, solstício, folhas, sol, eclipse, alicerce, literatura

 
Johan Henryque
Enviado por Johan Henryque em 09/01/2019
Alterado em 09/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
As Crônicas de Vahl Hallen - O Despertar R$14,99
Noah Flint R$25,99