Johan Henryque
Nas mãos marcadas de tinta, guardei a chave de outro mundo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


 
Verso Disperso
 
Trouxe algumas garrafas vazias
Dos dias que tentei te esquecer
O mundo deixou de ser gentil
Não encontro mais sorrisos pela rua
 
Tornou-se fácil demonstrar raiva
A impaciência já tomou o controle
Não posso me camuflar como todos
Cada palavra tem um peso violento
 
Todos os meus medos
Foram enterrados
No topo da colina

Não queria deixar rastros
Perder o encanto
O mistério de ali, lhe conhecer
 
Queimei algumas composições
Sob o céu estrelado
Poderia jurar que a ouvi cantar
Cantar cada verso
Todas as noites pra mim
 
 

 

 
Johan Henryque
Enviado por Johan Henryque em 27/11/2018
Alterado em 27/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
As Crônicas de Vahl Hallen - O Despertar R$14,99
Noah Flint R$25,99