Johan Henryque
Nas mãos marcadas de tinta, guardei a chave de outro mundo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos



Villeneuve

Capítulo 2 – Aos Olhos da Chuva

Manu
 
            Sebastian tem um sorriso estranho, parece estar sempre desconfortável com o mundo, não o culpo, também me sinto assim, como se todas essas aparências não fossem apenas mais uma maneira de mentir.
            Nos conhecemos em uma tarde rotineira de terça-feira, o fascínio pela casa Villeneuve sempre me fazia parar ali e comprar alguns pacotes de chá. Ele se tornou um grande amigo logo cedo, confesso que seu carisma é algo que me cativa, lembra o belo sorriso de sua falecida avó, Edith.
            Sempre tive problemas com minha aparência, o cabelo ruivo e as várias sardinhas pelo rosto me colocavam no centro das piadas na escola, foram anos duros e emocionalmente dolorosos.
            Ele... ele não me olhava dessa forma, tem um apreço tão atraente, é como se eu conseguisse ver meu corpo nu refletindo em seus olhos verdes.
            Algumas pessoas não entendem nossa amizade, principalmente minha melhor amiga Annie, ela insiste em dizer que Sebastian é apenas mais um garoto qualquer querendo se aproveitar de mim.
– Você tem dezoito anos. Isso não é errado? – Perguntou Annie ao me observar pensativa perto da janela do meu quarto.
– Somos amigos, não vejo nenhum problema nisso. – Ela havia cortado o cabelo, os cachos castanhos deram lugar aos fios lisos que cobriam seu pescoço.
– Ele tem vinte e um, deve estar louco para... – Já Chega! – A interrompi. – Você não o conhece, ele me respeita, respeita muito.
– Querida, você é que não conhece os homens. – Ela se aproximou e fixou seus olhos azuis em mim.
            Aquela frase permaneceu em minha mente durante toda a semana, não queria ter essa visão sobre ele, nossa relação era baseada na confiança e respeito, os valores pelos quais tanto prezo.
            Fui até a casa de Isaac, meu melhor amigo, sua família era muito afetuosa, sempre me recebia com abraços e beijos. Seu quarto era pequeno e escuro, mas eu amava sentar na janela, e poder observar as luzes de Paris a noite.
– Annie vive tentando plantar essas ideias em você. Por quê ainda lhe dá ouvidos? – Indagou Isaac.
– Talvez ela tenha razão, eu deveria estar preparada para uma situação dessa.
– Você está preparada Manu. És capaz de ver o verdadeiro espírito de qualquer pessoa.
– Não sinto isso, é como se estivesse fraca, como se ele tivesse um poder que me deixasse assim.
            Ele sabia como Sebastian estava me transformando, e assentiu, se aproximou de mim e beijou minha testa.
– Obrigado por estar aqui. – Sussurrei acariciando de leve seus cabelos negros.
            Isaac se tornou meu melhor amigo aos oito anos, tínhamos algumas diferenças, e o que acabou nos unindo fora a forma como os outros nos tratavam, os rejeitados, excluídos.
Johan Henryque
Enviado por Johan Henryque em 03/10/2018
Alterado em 04/10/2018

Música: Saturn Legendado PT - BR - Sleeping at Last

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Noah Flint R$25,99
As Crônicas de Vahl Hallen - O Despertar R$14,99
Publicados:
Noah Flint (2017)

As Crônicas de Vahl Hallen - I (2018)

Próximos Projetos:

Villeneuve (2019)
As Crônicas de Vahl Hallen II (2020)
Estandarte (2021)
As Crônicas de Vahl Hallen III (2022)
O Mistério Na Floresta (2023)
Estandarte II (2024)
Fênix (2025)
Site do Escritor criado por Recanto das Letras