Johan Henryque
Nas mãos marcadas de tinta, guardei a chave de outro mundo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


La Vie

Confesso que tenho medo
Do que sinto ao perguntar sobre você
Para cada um de nossos amigos
Que traziam luz aos dias cinzentos

As lembranças se libertam
Abrem os báus do tempo
Percorrem com pressa
Cada canto da alma

Fazem oito anos
noventa e seis meses 
Sem o seu olhar
Sem o abraço
Que curava as mágoas
E todas as minhas dores

Sei que está em um lugar melhor
Não por crença ou religião
Afinal, só havia amor, carinho
Respeito e simpatia em teu coração.
Johan Henryque
Enviado por Johan Henryque em 30/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
As Crônicas de Vahl Hallen - O Despertar R$14,99
Noah Flint R$25,99