Johan Henryque
Nas mãos marcadas de tinta, guardei a chave de outro mundo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


 
Itinerante
 
As correntes que o prendem
Foram forjadas pelo medo
O mesmo que o fez perder tempo
Lembrando dos próprios erros
 
Pelas ruas solitárias
Foi tomado pela escuridão
Nos olhares da madrugada
Procurava uma explicação
 
Não ouvia o som dos motores
Apenas o canto dos pássaros
No céu, admirava cada estrela
Como se todas elas
Guardassem um segredo
 
Quebrou todas as regras
Em suas noites peculiares
Caminhando com a bússola quebrada
Mergulhado em vinho e constelações.





 
Johan Henryque
Enviado por Johan Henryque em 27/09/2018
Alterado em 27/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
As Crônicas de Vahl Hallen - O Despertar R$14,99
Noah Flint R$25,99