Johan Henryque
Nas mãos marcadas de tinta, guardei a chave de outro mundo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


 
Gentileza

Feche os olhos

Confie em mim
Pegue uma caneta
Segure-a firme
 
Eu preciso de você
Preciso que conte
Que escreva
Toda essa história
 
Descobri que o sucesso
Não vem ao amanhecer
O fracasso é quem nos acorda
É quem nos ensina crescer
 
Aprendi que as lágrimas
Ajudam a limpar a alma
Daquelas marcas, que estão
No coração
 
Percebi que o afeto
Se ganha nos gestos
Na gentileza
Nos olhares amigos
E abraços apertados
 
Entendi que poeta
Versa, não versa
Vive e não vive
Mas, cria
Cria a vida
 
Pois,
A solidão não vem
Pela falta de amor
Mas, sim
Pela falta de sonhos
 
 

 
 
 
Johan Henryque
Enviado por Johan Henryque em 13/06/2018
Alterado em 11/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

As Crônicas de Vahl Hallen - O Despertar R$14,99
Noah Flint R$25,99
Site do Escritor criado por Recanto das Letras