Johan Henryque
Nas mãos marcadas de tinta, guardei a chave de outro mundo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Viva

Não é só um dia

O destino espia
Cada novo traço
Em nosso rascunho
 
Vamos, segure minha mão
Você acredita? Aumente o volume
Liberte as palavras, sinta a canção
 
Do que você precisa?
Uma dose de vodca?
Se perca no caminho
Você não está sozinho
 
Me dê a mão
 
Vem, ria comigo
Se torne um abrigo
De tantos sorrisos
Olhares e abraços
 
Sinta o amor
 
Vamos, deixe de lado
Não seja apenas, outro assustado
A vida, é nossa
Mas, é agora
Não ontem, nem sequer amanhã
 
Conte essa história
Para quem tem medo
Afinal, o maior segredo
É saber sorrir e aproveitar
Cada momento que temos juntos
 
Vamos, me dê a mão
Viva, sem controle
Sem roteiro ou razão

 
Johan Henryque e Cintia da Silva
Enviado por Johan Henryque em 12/01/2018
Alterado em 12/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
As Crônicas de Vahl Hallen - O Despertar R$14,99
Noah Flint R$25,99