Johan Henryque
Nas mãos marcadas de tinta, guardei a chave de outro mundo
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Retalhos da Mente

Tarde de Chuva
 
   Faz algum tempo que você perguntou sobre a nossa melhor noite juntos, isso me deixou pensando por horas, por dias e semanas inteiras. Não é uma tarefa fácil, afinal, você não é qualquer garota com quem eu tenha me deitado.
    Bem, vamos ao nosso momento. Pode ser um pouco clichê, mas a primeira vez foi algo que me marcou, estava chovendo e você havia enviado uma mensagem dizendo que logo iria chegar. Tentei deixar o apartamento arrumado, o que logo foi comprovado um desastre, algumas roupas permaneceram jogadas pelos cantos.
   Acredite ou não, mas lembro de cada peça de roupa sua, e também aonde cada uma delas foi parar depois de alguns beijos. A tensão imposta pelo desejo nos proporcionou uma sensação única.
   Sempre diziam que a gente nasceu um para o outro, mas era tão estranho perceber isso, entender os motivos de você me escolher. Afinal, estou longe de ser a melhor pessoa que você conhece.
   Quando nos deitamos, é como libertar um animal selvagem, um desejo intenso por você, eu apenas assisto, enquanto nossos corpos fazem tudo, fazem todas as loucuras e aventuras de nossas mentes.
   O problema, é lembrar de tudo isso, a mesma chuva daquela tarde, está a cair sobre mim. E junto dela, voltam os momentos que tivemos, e todas as coisas que acabamos por não dizer, é tão difícil entender.
 
 















Continua ou não.
 
 
 
Johan Henryque
Enviado por Johan Henryque em 03/09/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

As Crônicas de Vahl Hallen - O Despertar R$14,99
Noah Flint R$25,99
Site do Escritor criado por Recanto das Letras